Projeção De Receita: O Que é? Como Fazer?

O QUE É UMA PROJEÇÃO DE RECEITA?

Antes de entendermos como desenvolver uma projeção de receita neste artigo, precisamos entender no que ela consiste.

Continua após a publicidade

A projeção de receita, nada mais é do que o planejamento estratégico em relação ao lucro proveniente de vendas futuras. Essa projeção é muito importante, pois é a partir dela que o empreendedor consegue fazer investimentos mais seguros, antecipar prejuízos futuros e tomar as melhores decisões para contornas os problemas.

Por causa desses motivos, a projeção de receita é tão relevante para aqueles negócios em expansão. Por isso, trouxemos esse artigo completo, para que implemente o quanto antes na sua empresa!

Continua após a publicidade

QUAIS OS BENEFÍCIOS DE SE FAZER UMA PROJEÇÃO DE RECEITA?

A projeção de receita é imprescindível para um negócio, porque é com base em sua análise, que o empreendedor entenderá o momento certo e as formas mais eficazes de realizar uma expansão, sendo contratando mais funcionários, adquirindo mais equipamentos, promovendo maior investimento em marketing etc. Portanto, a projeção de receita é fundamental, visto que é partir dela que são tomadas as principais decisões para uma empresa lucrar mais.

5 PASSOS PARA FAZER UMA PROJEÇÃO DE RECEITA

Continua após a publicidade

1- Análise Do Histórico De Receitas

Para fazer uma boa projeção, é crucial que você tenha uma base de dados confiável e completa, com todas as vendas e demais fontes de receita do seu negócio. Recomenda-se que o período de compilação desses dados seja de, no mínimo, 1 ano para uma maior assertividade da análise.

2- Listagem De Despesas Fixas e Variáveis

Despesas fixas: são aquelas que você deverá arcar, independentemente de quanto foi o seu faturamento ou o seu custo total de produção em determinado período. Elas tendem a ser recorrentes, como juros, aluguéis, contas de luz, água, salário dos funcionários e internet.

Despesas Variáveis: atuam de forma inversa às despesas fixas, pois elas dependem diretamente do volume produzido e vendido pelo negócio, como valor gasto com matérias-primas, impostos pagos sobre o faturamento, investimentos em campanhas de marketing etc.

3- Análise De Fluxo De Caixa

O fluxo de caixa é a relação entre as entradas (receitas) e saídas (despesas) de uma empresa. Caso ele esteja alto, quer dizer que há saldo acessível para expandir as operações, porém se estiver baixo, significa que a empresa terá dificuldade de honrar suas obrigações financeiras dentro do prazo.

Ele tem como objetivo, servir como um dos principais instrumentos para o desenvolvimento da projeção financeira. Pois, com esses dados, fica mais fácil programar futuros investimentos quando o negócio estiver mais confortável financeiramente. Como Implantar Uma Análise De Fluxo De Caixa

4- Análise Do Ponto De Equilíbrio

O ponto de equilíbrio, também conhecido como Break Even Point (BEP), se refere ao momento em que os custos se igualam à receita. É importante levá-lo em consideração na projeção financeira, dado que, para estimar um resultado futuro, é necessário saber qual o valor de faturamento mínimo que uma empresa deve atingir para não ter prejuízo.

5- Monitoramento Das Projeções

A medida que o seu negócio for crescendo, compare as receitas reais com as projeções, com o objetivo de identificar se você está no caminho correto e solucionar, ao longo do processo, possíveis gargalos que tornarão suas projeções mais assertivas.

Conclusão

Portanto, percebe-se a relevância de se elaborar uma projeção de receita para o seu negócio. Logo, com todas essas informações valiosas em mente, chegou a hora de colocar em prática tudo que aprendeu nesse artigo!

Clique Aqui Para Mais Artigos Como Esse!

Deixe um comentário